terça-feira, 31 de julho de 2012

Convite Fórum de Patrimônio Cultural

Por intermédio dos representantes das cadeiras de Museus e espaços de memória, Ilanil Coelho,
Patrimônio material, Ascânio Pruner e Patrimônio imaterial, Taiza Mara Rauen Moraes, convidamos
todos os interessados, profissionais e estudantes desta área a participarem do Fórum Setorial de
Patrimônio Cultural, a ser realizado no dia 7 de agosto (terça-feira), às 9 horas, no térreo do
Centreventos Cau Hansen, salas 4 e 5.

Pauta

1 – Abertura dos trabalhos
2 – Apreciação e situação atual da regulamentação
da Lei do IPCJ
3 – Considerações e sugestões por Setor:
Museus e Espaços de Memória
}
Patrimônio Material
}
Patrimônio Imaterial
}
4 – Definição de pauta para o próximo fórum
5 – Definição de calendário de realização dos fóruns
6 – Assuntos Gerais

Os fóruns são abertos à comunidade. Participe!!!

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Latitude e Longitude

Tá ai uma coisa que nunca consegui gravar direito: Latitude e Longitude! Por isso resolvi pesquisar e apresentar uma maneira de fácil entendimento (modo ilustrativo ajuda bastante)
Latitude – É o afastamento, medido em graus, da linha do Equador a um ponto qualquer da superfície terrestre. Ela vai de 0° a 90° e pode ser norte ou sul.
Longitude – É o afastamento, medido em graus, do meridiano de Greenwich a um ponto qualquer da superfície terrestre. Ela vai de 0° a 180° e pode ser leste ou oeste.

Quer saber as coordenadas das cidades brasileiras? http://www.apolo11.com/latlon.php

terça-feira, 24 de julho de 2012

Ciência Forense

"Desvendar crimes e solucionar processos judiciais cada vez mais é uma tarefa da ciência. Com tecnologia avançada e conhecimentos interdisciplinares, os peritos forenses de todo o mundo examinam vestígios em busca de evidências. No Brasil, a ciência forense enfrenta problemas de infraestrutura e de falta de vontade política para incorporar as técnicas produzidas no país ao dia a dia das investigações. Mas, ainda assim, pesquisadores brasileiros desenvolvem métodos e instrumentos reconhecidos internacionalmente." (SOFIA MOUTINHO)

Já pensei em seguir nesta área, acho muito interessante, quem nunca assistiu CSI, não é mesmo? Segue imagem da "Mala do Perito" segundo um arquivo pdf da Revista Ciência Hoje


Ocupação de Santa Catarina

 
 Descobertas arqueológicas ocorridas recentemente no município catarinense de Campos Novos, a aproximadamente 350 km de Florianópolis, trazem novas informações sobre o processo de ocupação do sul brasileiro em tempos remotos. Fragmentos de cerâmica encontrados no baixo vale do rio Canoas revelaram a existência de resíduos carbonizados de milho datados de 4.320 a 340 anos atrás.

Ancestral mais próximo dos animais

Espreitando no sangue de caracóis tropicais há uma criatura unicelular chamada Capsaspora owczarzaki. Esta espécie ameboide com “tentáculos” é tão obscura que ninguém a havia notado até 2002. Mesmo assim, em poucos anos ela passou do anonimato a foco do mundo científico. Acontece que ela é um dos parentes mais próximos dos animais. Por incrível que pareça, nossos ancestrais há um bilhão de anos eram bem semelhantes à Capsaspora

Biomas do Brasil



O Brasil, em razão de sua grande extensão territorial, apresenta um complexo mostruário das principais paisagens e ecologias do planeta. Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o país possui nove biomas diferentes: Caatinga, Campos, Cerrado, Floresta Amazônica, Mata Atlântica, Mata de Araucária, Mata de Cocais, Pantanal, Zonas Litorâneas.

Caatinga
Caatinga
Com extensão territorial de 800 mil quilômetros quadrados, presente nos estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Sergipe, Alagoas, Bahia, Piauí e no norte de Minas Gerais, esse é o único bioma exclusivamente brasileiro.
A caatinga tem uma vegetação típica de regiões semiáridas, formada por plantas xerófilas, adaptadas ao clima seco e à pouca quantidade de água. A fauna é representada por répteis, roedores, insetos, aracnídeos, arara-azul, sapo-cururu, asa-branca, cutia, gambá, preá, veado-catingueiro, entre tantos outros.
Campos
Campos
Os campos são caracterizados por vegetação composta de herbáceas, gramíneas e pequenos arbustos esparsos. Esse bioma está distribuído em áreas descontínuas do Brasil, sendo encontrado na Região Norte (Amazonas, Roraima e Pará) em forma de savanas de gramíneas baixas; e na Região Sul, com as pradarias mistas subtropicais.
Cerrado
Cerrado
Segundo maior bioma brasileiro, o cerrado está presente em diferentes Regiões brasileiras, entretanto é na Região Centro-Oeste que ele predomina. Apresenta clima quente e períodos alternados (6 meses) de chuva e seca. Sua vegetação é composta por árvores esparsas, arbustos e gramíneas. Uma das principais características do cerrado são as árvores com caules tortuosos e folhas coriáceas, além do solo com poucos nutrientes e com grande concentração de alumínio. A diversidade de espécies da fauna é grande: tamanduá-bandeira, tatu-bola, veado-campeiro, capivara, lobo-guará, onça-pintada, etc.
Floreta Amazônica
Floresta Amazônica
Essa é a maior floresta tropical do mundo, compreendendo cerca de 42% do território nacional. A floresta Amazônica está presente nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, além de outros países sul-americanos.
Esse é o bioma que possui a maior biodiversidade do planeta. Entre as espécies animais estão: jabuti, paca, anta, jacaré, sucuri, macacos, entre outros.
Mata Atlântica
Mata Atlântica
A Mata Atlântica estende-se do Piauí ao Rio Grande do Sul. Esse bioma é um dos mais ricos do mundo em espécies da flora e da fauna. Sua vegetação é bem diversificada e é representada pela peroba, ipê, quaresmeira, cedro, jequitibá-rosa, jacarandá, pau-brasil, entre outras. A fauna possui várias espécies distintas: tatu-canastra, onça-pintada, lontra, mico-leão, macaco-muriqui, anta, veado, quati, cutia, bicho-preguiça, jacu, macuco, etc.
Pantanal
Pantanal
O Pantanal está localizado no sudoeste de Mato Grosso e oeste de Mato Grosso do Sul, estando presente também no Paraguai e na Bolívia. Esse bioma é considerado uma das maiores planícies inundáveis do planeta.
Apresenta grande biodiversidade: mais de 3.500 espécies de plantas, cerca 650 espécies de aves, 262 espécies de peixe, 1.100 espécies de borboletas. Entre os representantes da fauna estão: jacaré, veado, serpentes, capivara, papagaio, tucano, tuiuiú, onça, macaco, entre outros.
Ararinha-azul

O Verdadeiro Indiana Jones

O livro "O Verdadeiro Indiana Jones: o Enigma do Coronel Fawcett" detalha a determinação, a coragem e as dificuldades encontradas por Fawcett para alcançar o seu tão almejado sonho – o de descobrir vestígios de uma cidade desaparecida no Brasil Central, o que culminou com o seu desaparecimento em 1925. Fato até hoje envolto em um mistério que intriga pesquisadores e expedicionários.

Quase tetrápodes

O Tiktaalik roseae tinha um crânio variando de 17 a 31 cm e o comprimento total do corpo entre 85 cm e pouco mais de um metro e meio. O seu lado peixe está evidenciado pelo pequeno tamanho das nadadeiras pélvicas (que correspondem às pernas dos tetrápodes) e pelo fato de que todos os membros mantêm as nadadeiras raiadas (e não apresentam dígitos, como os tetrápodes). O Tiktaalik possuía ainda arcos branquiais bem desenvolvidos, o que indica que se tratava de uma forma predominantemente aquática – por isso, inclusive, a sua classificação ainda como peixe. Além disso, esse animal tinha escamas, bem parecidas como as do Panderichthys




Texto relacionado do site Ciência Hoje: Os primeiros tetrápodes - http://cienciahoje.uol.com.br/colunas/cacadores-de-fosseis/os-primeiros-tetrapodes/

sábado, 7 de julho de 2012

Abertura do Canal do Linguado

O tema do post de hoje é constantemente discutida, a Abertura do Canal do Linguado (BR/SC-280). Estudo ambiental e sócio-econômico foram realizados pelas instituições de ensino e pesquisa próximas. Segundo o oceanógrafo Fernando Luiz Diehl, a simples abertura traria problemas para os moradores de Barra do Sul, Araquari e Joinville, além de diversas alterações ambientais na baía da Babitonga. Ao que tudo indica estas alterações não trariam muitos benefícios ambientais (30% se não me engano).
A discussão sobre a abertura ainda está perambulando, com o projeto de duplicação da 280. Ao qual edital não inclui a construção da ponte sobre o Canal do Linguado. O superintendente estadual do DNIT, João José da Silva, explicou que o órgão aguarda a definição do processo da Justiça Federal sobre a reabertura da ligação com a Baía da Babitonga. Ele ressalta que a duplicação da 280 segue o estudo encomendado pelo Ministério Público de Joinville, que sinaliza que a melhor solução seria a abertura do Canal Sul e a manutenção do Canal Norte fechado.

Demanda preocupação de todos, políticos, administradores, ambientalistas, tá bom nem todos, mas é um tema a ser discutido por especialistas e analisar bem o custo-benefício da Abertura do Canal.

Enquanto isso, vamos esperar mais informações e/ou estudos.

Mais informações:
http://www1.an.com.br/2001/jun/04/0cid.htm
http://www1.an.com.br/2000/abr/29/0alc.htm
http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/noticia/2010/09/projeto-de-licitacao-da-br-280-vai-ser-dividido-em-tres-lotes-3050239.html