segunda-feira, 24 de abril de 2017

(Evento) Desenvolvimento Sustentável

O IV Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável (EMDS) reunirá gestores em Brasília: https://t.co/lSODcTIwVc

segunda-feira, 10 de abril de 2017

terça-feira, 28 de março de 2017

Colóquio UFMG – Desafios do Ensino Superior e EaD

Postado por EAD-UFSC >> Newsletter em 28 Mar 2017 06:01 AM PDT

A UFMG realiza, em 18 e 19 de abril, o colóquio Desafios do Ensino Superior e EaD, com o objetivo de promover o encontro entre os saberes acadêmicos e os saberes da prática cotidiana nas instituições de ensino superior, por meio de reflexões e discussões sobre temas relativos aos desafios do ensino superior, marco regulatório, tecnologia, acessibilidade e EaD, com inscrições gratuitas, transmissão ao vivo pela Internet e e certificado de participação. 

Inscrições e informações em: https://www.ufmg.br/ead/coloquiodesafios/

terça-feira, 14 de março de 2017

Workshop Divulgação Científica

Workshop que acontecerá no Instituto Butantan, com palestras sobre Divulgação Científica:

quarta-feira, 8 de março de 2017

Processo Seletivo da FURG – RS | Edital 010/2017

Confiram o edital de abertura do Processo Seletivo da FURG, que visa o provimento de uma vaga de professor temporário para o Instituto de Ciências Biológicas.

quinta-feira, 2 de março de 2017

Periódico Museologia e Patrimônio

Lançado novo número do periódico Museologia e Patrimônio (v.10, n.1)
É com grande satisfação que apresentamos o primeiro número de Museologia e Patrimônio de 2017, que traz contribuições nas seções de Artigos, Relatos de Experiências e Resumos de teses e dissertações, perfazendo um conjunto interessante e diversificado de temas.

Para visitar a revista clique aqui http://revistamuseologiaepatrimonio.mast.br/index.php/ppgpmus/issue/current


Literatura, loucura e biopolítica

NOVO PRAZO DE ENVIO DOS TRABALHOS: 09 de abril de 2017

Literatura, loucura e biopolítica

Os dispositivos de controle e normatização das práticas e condutas estão disseminados como nunca na sociedade contemporânea. Sabemos, todavia, que a irrupção dessa vontade de normalização não é recente, ela vem de longa data e foi uma das preocupações centrais de Foucault quando realizou o diagnóstico do nascimento da biopolítica. O tema da loucura ocupou, nesse sentido, uma importância capital pois que a biopolítica guardaria uma relação estreita com as práticas psiquiátricas de diagnose e internação do considerado “louco, desviado ou anormal”. Com efeito, em sua primeira visita ao Brasil, no ano de 1973, Foucault asseverava: “O mundo é um grande hospício, onde os governantes são os psicólogos e o povo, os pacientes. E, a cada dia que passa o papel desempenhado pelos criminologistas, pelos psiquiatras e todos os que estudam o comportamento mental do homem torna-se cada vez maior. Razão pela qual o poder político está em vias de adquirir uma nova função: a função terapêutica”. Também, é o mesmo Foucault quem salienta o vínculo estreito entre literatura e loucura, desde a modernidade, ou seja, justamente desde o momento em que os dispositivos biopolíticos ganham forma. Declarava o pensador francês em uma entrevista dada no Japão três anos antes: “É justamente isso o que me atrai em Hölderlin, Sade, Mallarmé ou, ainda, Raymond Roussel, Artaud: o mundo da loucura que havia sido afastado a partir do século XVII, esse mundo festivo da loucura, de repente, fez irrupção na literatura”.
Desse modo, abrimos o convite a uma reflexão sobre o tema da loucura na literatura, seja como elemento constituinte dos textos, seja como elemento que acompanha o próprio processo da escritura; tal esforço buscaria compreender as relações dessa irrupção da loucura na literatura moderna, apontada por Foucault, com a problemática da biopolítica. 

Trabalhos que não respeitem as normas editoriais não serão aceitos. As normas podem ser consultadas em:http://www.revistalanda.ufsc.br/normas.html
Os originais deverão ser enviados por correio eletrônico ao endereço:
revistalanda@gmail.com

Leitura, infância e juventude: da invisibilidade aos direitos

O tema do dossiê da Revista L.E.R. nº 11 é: Leitura, infância e juventude: da invisibilidade aos direitos . O objetivo é que os textos constituintes desse dossiê possam tratar os temas infância, juventude e leitura, tendo como mote central a seguinte questão: a infância, a juventude e a leitura são categorias que ora são invisibilizadas, se analisadas sob uma perspectiva reducionista, ora são temáticas que, se analisadas sob a ótica dos direitos da condição humana, ganham outra perspectiva.

Submissão de textos ate 10 de Março de 2017
Acesse:http://ler.iiler.puc-rio.br

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Em breve Vestibular EAD/UFSC/2017

EaD-UFSC » Newsletter

Em breve Vestibular EAD/UFSC/2017

Posted: 27 Feb 2017 09:17 AM PST

A UFSC realizará em abril deste ano vestibular visando ingresso nos cursos de graduação a distância em Administração, Administração Pública, Ciências Biológicas, Filosofia, Física, Letras-Português e Matemática.

O edital será publicado em breve neste site.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Correntes Marinhas - Baía Babitonga

Baía da Babitonga ganha monitoramento das correntes marinhas

Informações das correntes marinhas na Baía da Babitonga, no litoral Norte de Santa Catarina, estão já disponíveis para consulta. Os dados podem ser vistos no site da Epagri/Ciram e complementam outras informações ambientais como a altura da maré, volume de chuva, a temperatura e a velocidade e direção do vento. O correntômetro monitora de cinco em cinco minutos uma série de variáveis ambientais, incluindo a temperatura da água, a salinidade, a direção e a velocidade das correntes no local.

 

De acordo com o pesquisador Matias Boll, responsável pelo projeto de monitoramento ambiental na Baía da Babitonga, o acompanhamento das correntes marinhas vem sendo feito desde dezembro pelo correntômetro, instalado junto ao Terminal Portuário de Sant Catarina (Tesc). O equipamento, da empresa americana Falmouth Scientific, mede acusticamente as correntes marinhas em águas rasas com até 200 metros de profundidade.

 

Depois da leitura, os valores registrados são transmitidos via GPRS para o banco de dados da Epagri/Ciram em Florianópolis, onde passam por um controle de qualidade. O aparelho faz parte da rede de monitoramento oceanográfico da Baia da Babitonga. Essa rede conta também com três estações mareógrafos que medem a altura da maré no porto de São Francisco do Sul, no porto de Itapoá e na Ilha da Paz.

 

Argeu Vanz, oceanólogo da Epagri/Ciram, destaca que essa rede de monitoramento gera informações que vão aumentar a segurança de navegação e de manobras portuárias na Baía da Babitonga e poderão ser usadas para adoção de medidas de prevenção e contenção no caso de acidentes com cargas perigosas. "Além disso, a disponibilização das informações através da internet também permite um aumento na segurança de embarcações turísticas e de pesca artesanal, muito comuns na região", ressalta Vanz.

 

Esses equipamentos, aliados aos outros cinco marégrafos instalados ao longo da Costa Catarinense nas cidades de Balneário Camboriú, Florianópolis, Imbituba, Laguna e Balneário Rincão compõem o Projeto Monitoramento Costeiro. Com essa iniciativa, a Epagri presta um serviço muito importante à população costeira e ao agronegócio catarinense, que tem seus principais produtos sendo exportados de forma mais segura e com mais competitividade.

---
Texto de: Ana Paula Keller
Jornalista MTE 005206/SC

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Prefeitura de Joinville oferece capacitação em educação ambiental

Prefeitura de Joinville - Material de Imprensa 

MEIO AMBIENTE - Prefeitura de Joinville oferece capacitação em educação ambiental
Joinville, 
09/02/2017 13:14:24

A Secretaria de Meio Ambiente (Sema) da Prefeitura de Joinville oferece semanalmente capacitação em educação ambiental. Em palestras com duração de 60 a 90 minutos, técnicos da secretaria repassam orientações sobre os temas Consumo Consciente, Programa Adote Uma Árvore e Guarda Responsável de Animais.

A ação é destinada a profissionais de escolas, grupos de profissionais de empresas, associações de moradores e organizações não governamentais (ONGS). As capacitações ocorrem todas as terças-feiras, a partir das 8 horas, mediante inscrições pelo endereço eletrônico palestra@joinville.sc.gov.br .  Cada semana é abordado um tema diferente.

 A proposta é formar agentes multiplicadores em educação ambiental. “Queremos que essas pessoas nos ajudem a divulgar e ampliar a educação ambiental em suas instituições e em suas casas”, comenta Gizele Ribeiro da Luz, do núcleo de educação ambiental da Sema. As capacitações  possuem materiais gráficos de apoio, que podem ser utilizados posteriormente pelos grupos.

Capacitação em Educação Ambiental

Datas: Todas as terças-feiras

Horário: A partir das 8h30

Local: Sede da Sema (rua Anita Garibaldi, 79)

Inscrições: são gratuitas e devem ser feitas pelo e-mail palestra@joinville.sc.gov.br

Número máximo por turma: 25 pessoas

Temas abordados: Programa Adote uma Árvore, Guarda Responsável de Animais e Consumo Consciente

Telefone – 3433-2230

Informações adicionais
Adriana Freitas
Secretaria de Comunicação (Prefeitura Municipal de Joinville)
E-mail: adrianarf@joinville.sc.gov.br
Telefone: 

Enviado automaticamente pelo sistema Gerenciador de Notícias do Governo de Joinville

Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Prêmio Gutierrez - Tese Matemática

USP abre inscrições para Prêmio Gutierrez de melhor tese em matemática https://t.co/wghMzGdXM2

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Unesp realiza simpósios de Educação Inovadora e Inclusiva

Unesp realiza simpósios de Educação Inovadora e Inclusiva

Eventos debatem educação a distância, práticas educacionais mediadas por tecnologia e educação especial em uma perspectiva de inclusão

    A Universidade Estadual Paulista (Unesp) está com inscrições abertas para dois eventos integrados sobre Educação Inovadora e Inclusiva. O VI Simpósio de Educação Inclusiva e Adaptações (SEIAe o IV Simpósio Internacional de Educação a Distância (SIEaD) acontecerão, simultaneamente,  entre os dias 21 e 24 de maio, em Presidente Prudente, no interior paulista, nas dependências da Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) da Unesp. 

     Além dos seminários presenciais, haverá uma etapa virtual, com transmissão ao vivo e online de duas palestras de pesquisadores internacionais, nos dias 11 e 12 de maio.  Os simpósios são organizados pelo Centro de Promoção para a Inclusão Digital, Educacional e Social (CPIDES) e pelo Núcleo de Educação a Distância (NEaD) da universidade.

     Especialistas do Brasil e do exterior ministrarão cursos de curta duração, oficinas e palestras e participarão de mesas-redondas. Estudantes e profissionais da área terão a possibilidade de vivenciar e compreender novas estratégias educacionais. Também poderão conhecer, analisar e discutir as atuais abordagens políticas, científicas, gerenciais e de ensino e aprendizagem.

     Até o dia 20 de fevereiro, interessados poderão submeter trabalhos para apresentação nos formatos de comunicação oral ou pôster. Ao final dos eventos presenciais, os melhores trabalhos serão premiados com a entrega de um troféu e a publicação na revista eletrônica do NEaD/Unesp, a InFor – Inovação e Formação.  As inscrições e submissões devem ser feitas no site sigeve.ead.unesp.br/siead2017

Educação Especial e Inclusiva

     O propósito do VI Simpósio de Educação Inclusiva e Adaptações é viabilizar o diálogo sobre a Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva, promulgada em 2007 pela Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (SECADI) do Ministério da Educação (MEC). “Incluir é considerar a diversidade humana e valorizar as diferenças. Isso significa que, para a real participação e aprendizagem de todos no ambiente escolar, é necessário oferecer não apenas o acesso ao sistema, mas os meios e métodos mais adequados a cada estudante para o aproveitamento total do que é oferecido”, pondera a professora Elisa Tomoe Moriya Schlünzen, coordenadora do CPIDES e líder do grupo de pesquisa Ambientes Potencializadores para Inclusão da FCT/Unesp.  

     Os meios e métodos citados pela especialista são temas do seminário, com orientações para o desafio da implementação, adequação e aprimoramento das políticas federais nos âmbitos estadual e municipal. Especialistas mostrarão técnicas para acessibilidade, o ensino e a aprendizagem dos estudantes público-alvo da educação especial (pessoas com deficiência, com transtornos globais do desenvolvimento e com altas habilidades/superdotação).  “Vamos abordar práticas pedagógicas específicas para facilitar o desenvolvimento e interação social desses alunos. E explorar o uso de diferentes recursos de Tecnologia Assistiva, inclusive em Ambientes Virtuais de Aprendizagem empregados na Educação a Distância”, informa a professora.

Educação a Distância e mediada por tecnologias

     Os dois eventos ocorrem concomitantemente porque estão estreitamente relacionados. A Educação a Distância e o uso educacional das tecnologias digitais reduzem barreiras espaciais e temporais; estimulam e potencializam a articulação de conhecimentos interdisciplinares; valorizam a interação, colaboração e autoria durante o processo de aprendizagem.  O IV Simpósio Internacional de Educação a Distância objetiva formar os educadores para o domínio desses conhecimentos com uma visão inclusiva. “Os novos modelos de comunicação quebraram paradigmas e exigem a reestruturação dos processos educacionais de todos os estudantes, inclusive do público-alvo da educação especial”, ressalta o professor Klaus Schlünzen Junior, coordenador do NEaD. “Do ponto de vista da inclusão, é impossível deixar de lado a possibilidade de ensinar sem exigir deslocamento físico, que muitas vezes é um problema para pessoas com deficiência, ou de propiciar maior acesso a materiais didáticos por meio de tecnologia assistiva no meio digital, como legendas e audiodescrição em vídeos educacionais”, defende.

     Entre os temas do simpósio, estão: Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação, o smartphone como ferramenta didática, aprendizagem baseada em problemas, aprendizagem  orientada por projetos, gamificação  e comunicação aumentativa e alternativa. 

VI Simpósio de Educação Inclusiva e Adaptações (SEIA)
IV Simpósio Internacional de Educação a Distância (SIEaD

Eventos presenciais:
21 a 24 de maio de 2017
Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp
Presidente Prudente - SP

Etapa virtual: 
11 e 12 de maio de 2017
Duas palestras transmitidas online

Inscrições e submissão de trabalhos: sigeve.ead.unesp.br/siead2017

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Alerta de Temporal

ATENÇÃO - Defesa Civil de Joinville emite alerta de temporal
Joinville, 
20/01/2017 15:23:17

O litoral Norte de Santa Catarina e a região da divisa com o Estado do Paraná devem ser atingidos por alto volume de chuva entre a tarde deste sábado (21) e segunda-feira (23), quando as precipitações devem ficar entre 70 e 100 milímetros devido à atuação de uma zona de baixa pressão. 

O alerta foi emitido nesta sexta-feira (20) pela Defesa Civil de Santa Catarina, com base em informações coletadas pelo Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia (Ciram). 

Para sábado (21), a previsão é de maior presença de nuvens à tarde e pancadas de chuva nas regiões de divisa com o Paraná. No Litoral, aumento de nebulosidade com chuva fraca à tarde e à noite, se estendendo à madrugada de domingo. Nas demais regiões, a chance de chuva é menor. A temperatura será amena na maioria das regiões. 

O domingo (22) será de sol no início do dia na maior parte do Estado, com aumento de nuvens e pancadas de chuva a partir da tarde em todas as regiões. Na Grande Florianópolis e Litoral Norte, variação de nuvens e chance de chuva durante todo o dia, com risco de alto volume no decorrer do dia. 

A segunda-feira (23), segundo a previsão, será de sol no início do dia entre algumas nuvens e pancadas de chuva à tarde em todas as regiões. A temperatura estará alta em todas as regiões. 

Recomendações da Defesa Civil 

Alagamentos: Evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares alagados. Evitar transitar em pontilhões e pontes submersas e cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões. Cuidado com risco de aquaplanagem em estradas e rodovias.

Deslizamentos de terra: Deve ser observada qualquer movimentação de terra ou rochas próximas às residências, inclinação de postes e árvores e rachaduras em muros ou paredes. Neste caso, é recomendável que a família saia de casa e acione a Defesa Civil Municipal (199) ou o Corpo de Bombeiros (193).

Vaga Técnico Arqueologia

DIVULGANDO vaga para técnico em arqueologia no CEOM/Unochapecó.

O candidato deve ter graduação concluída na área de humanas e comprovada experiência em arqueologia. Os interessados terão as informações detalhadas acessando o link:
https://www.unochapeco.edu.br/vagas

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Estágio supervisionado em conservação de bens móveis

Fundação Catarinense de Cultura abre inscrições para estágio supervisionado em conservação de bens móveis

A Fundação Catarinense de Cultura (FCC), por meio do seu Ateliê de Conservação-Restauração de Bens Culturais Móveis (Atecor), está com inscrições abertas de 11 de janeiro a 5 de março para a edição de 2017 do Estágio Supervisionado em Conservação de Bens Culturais Móveis. As inscrições podem ser feitas pelo link https://goo.gl/forms/WT9WJPH9siYHzvpf1. Além do preenchimento da ficha é necessário enviar um texto dissertativo, conforme o edital.
 
O resultado da seleção será divulgado no dia 7 de março e as aulas começam no dia 27 de março de 2017, na sede da FCC, em Florianópolis. O estágio tem sua grade curricular distribuída durante 10 meses, divididos em encontros mensais totalizando 140 (cento e quarenta) horas, com aulas teóricas e práticas. O objetivo é capacitar profissionais para análise, diagnóstico e atuação na conservação preventiva de bens culturais móveis.
 
Mais informações podem ser obtidas diretamente pelos telefones (48) 3664-2616 ou 3664-2617. 
 
Sobre o Atecor
 
Criado em 1982, o Ateliê de Conservação/Restauração de Bens Culturais Móveis (Atecor) é um setor da Diretoria de Preservação do Patrimônio Cultural da Fundação Catarinense de Cultura. Presta serviços de conservação-restauração aos acervos dos museus vinculados à FCC e de obras de arte de propriedade do Estado. É responsável pela aprovação de projetos e fiscalização de intervenções de conservação-restauração nos bens móveis e integrados existentes nos bens edificados tombados pelo Estado. Presta assessoria técnica às instituições que  necessitam de atendimento em conservação de acervos museológicos. 
 
Além disso, desenvolve desde 1995 o Estágio Supervisionado, por meio do qual objetiva repassar informações técnicas por meio de leituras, e de atividades práticas sobre conservação/restauração de bens culturais móveis a pessoas que atuem ou venham a atuar na área da preservação do patrimônio cultural, com os acervos de instituições públicas e particulares que possuam valor histórico e cultural para o Estado de Santa Catarina. 
 

:: Confira o edital na íntegra no site da FCC

Copyright © 2017 Fundação Catarinense de Cultura, All rights reserved.