Pular para o conteúdo principal

Qual é a relação entre economia e os recursos naturais

Não é de hoje que o crescente consumo de recursos para satisfações humanas ocorrem, porém é de hoje que sentimos as alterações em quantidade e qualidade dos recursos. Nos dias atuais a discussão mais presente é conseguir manter o desenvolvimento sem ter que agredir (muito) o meio ambiente. Ontem escutei em algum dos jornais que passam na rádio, das 19h às 20h, que a Universidade Mackenzie de São Paulo estava montando um centro de pesquisa em Grafeno - um material flexível, impermeável, extremamente resistente e capaz de conduzir 100 vezes mais eletricidade do que o cobre (PIERRO, Bruno di. O grafeno e seus desafios. PESQUISA FAPESP 214). Ou seja, uma alternativa mais viável (ao que indicam os pesquisadores) e mais eficiente do que o cobre, que vem sofrendo queda de estoques, assim minimizando os impactos ambientais para extração do cobre. Apenas um exemplo recente da atual preocupação da economia para o desenvolvimento sustentável. Com estas preocupações, podemos perceber que a relação entre economia e os recursos naturais, em tese, é inversamente proporcional, ou seja, quando a economia está em alta (bastante produção, muitas vendas...) os recursos naturais estão em queda, sendo consumidos. E a economia para desenvolvimento sustentável vem com o propósito de desenvolver discussões para que possamos inverter essa razão/grandeza, buscando o equilíbrio, tão falado e sonhado por todos. Portanto, resta a nós, profissionais ou não da área ambiental e gestão ambiental, escolhermos a relação entre economia e os recursos naturais - lucrando e apenas consumindo recursos, ou então buscando o equilíbrio utilizando e desenvolvendo produtos cada vez mais renováveis e sem haver (tanto) impacto ambiental.

Comentários

> Mais acessadas

PROTEÍNAS E SUAS ESTRUTURAS: Secundária, Terciária e Quaternária.

As proteínas são as macromoléculas constituídas por unidades, chamadas de aminoácidos, 20 tipos básicos, e concluem cerca de 50% do peso seco das células. Existem diversos tipos de proteínas, sendo essas especializadas em alguma função biológica. A complexidade das proteínas depende da posição e quantidade dos aminoácidos ao longo da sua cadeia, fazendo com que elas de diferenciem uma das outras e assim determinando suas respectivas funções.Os aminoácidos que estão presentes nas proteínas se encadeiam pelas ligações peptídicas. Uma ligação peptídica é a união do grupo amina (-NH2) de um aminoácido com o grupo carboxila (-COOH) do outro aminoácido, formando uma amida, liberando uma molécula de água.Como as proteínas possuem uma grande variedade de funções são divididas em Estruturais e Dinâmicas.Estruturais: por exemplo, o colágeno e elastina que promovem a sustentação estrutural da célula e dos tecidos;Dinâmicas: transporte (ex: hemoglobina), defesa, catálise de reações…

Principais atividades humanas responsáveis pela emissão de gás carbônico

2ª Jornada Técnica Festa das Flores

Festa das Flores mais uma vez com jornada técnica ... Quem se interessar, segue a programação: