Totvs e PMJ assinam protocolo para capacitar jovens

EMAIL QUE RECEBI:

Prefeitura de Joinville - Material de imprensa
Joinville,
27/05/2013 17:39:01

A Totvs, maior empresa brasileira no mercado de produção de softwares e prestação de serviços de informática, e a Prefeitura de Joinville assinaram nesta segunda-feira (27) protocolo de intenções para implantação de cursos de qualificação profissional de jovens de baixa renda e portadores de necessidades especiais nas áreas de informática e administração.
O convênio proposto deve ser assinado ainda no primeiro semestre entre o braço social da Totvs, o Instituto de Oportunidade Social (IOS), e a Fundação Municipal Albano Schmidt (Fundamas), que será a responsável pela coordenação dos cursos, fornecimento dos espaços e equipamentos. O IOS participará com professores, material didático, uniformes e modelo pedagógico.
A formalização do protocolo ocorreu na sede da Prefeitura de Joinville, pelo prefeito Udo Döhler e pelo presidente nacional a Totvs, Laércio Cosentino. “Quero acompanhar pessoalmente esse processo, inclusive com uma visita à nova sede da Casa Brasil”, disse o prefeito, referindo-se ao local onde serão realizados os cursos.
Participaram do encontro os secretários Roque Mattei (Educação), Miguel Bertolini (Administração), Jalmei Duarte (Desenvolvimento Econômico) e Bráulio Barbosa (Gabinete). Pela Totvs, além do presidente Laércio Cosentino, estiveram presentes Saulo Porto (presidente do IOS) e Edimilson Correa (diretor da Totvs no segmento manufaturas).
“Ficamos muito felizes por essa iniciativa que atenderá tanto a necessidade de oferecer capacitação aos nossos jovens como o mercado de Joinville, cada vez mais exigente em função do desenvolvimento que experimentará nas próximas décadas”, afirmou o prefeito Udo Döhler.
O presidente da Fundamas, Gilberto Leal, estima que o convênio seja assinado no mês de julho e que as aulas sejam iniciadas no começo de agosto com uma turma de 60 alunos. O público visado por esse programa são alunos do ensino público na faixa etária dos 15 aos 24 anos. A capacitação terá a carga de 304 horas semestrais e atividades extras nas áreas de educação digital em Windows XP, Word, Excel, Power Point e Internet; rotinas administrativas, aulas de comunicação e expressão, cálculo matemático e palestras com foco na empregabilidade.
Segundo informações da Totvs e da Fundação Albano Schmidt, no Brasil há uma carência de 780 mil profissionais com formação em tecnologia de informação. “Em Joinville, levantamento indica uma demanda de 2.500 vagas; podemos dizer que vivemos um apagão nessa área”, avalia o presidente da Fundamas, Gilberto Leal.
Os alunos, segundo Gilberto Leal, serão escolhidos por meio de processo seletivo a ser elaborado e divulgado pela Fundamas em conjunto com a IOS. “Faremos um concurso para escolher os melhores. As datas serão amplamente divulgadas”, explicou.

Comentários

Postagens mais visitadas