Pular para o conteúdo principal

Falta de comunicação ciência-sociedade

Recentemente foi publicada no blog de Herton Escobar, do Estadão, a reportagem “Atenção: Este alimento contém DNA!”. Onde o autor escreve que

pesquisas retratam a dificuldade de cientistas se comunicarem com a sociedade sobre temas de grande complexidade (às vezes nem tanta, só vocês lerem a reportagem), como alimentos transgênicos, mudanças climáticas e pesquisas com animais. http://ciencia.estadao.com.br/blogs/herton-escobar/atencao-este-alimento-contem-dna/

Realmente, falta contato primário entre a ciência (básica, pois não adianta querer explicar coisas muito complexas ao público geral) e a população. Pois querer que venha escrito nos alimentos "contém DNA", pra mim é demais! E não se surpreendam, pois há mais que DNAs nos alimentos que vão a sua mesa. É, contém células, organelas, RNAs...

Muitas vezes se tem ideias para a aproximação ciência-sociedade, mas faltam oportunidades e interesse dos meios de comunicação, principalmente rádios e redes de televisão abertas, ou seja, de fácil acesso a população - tem pessoas da área científica com capacidade para elaborar alternativas para este contato ciência-sociedade, ainda mais juntos com uma equipe multidisciplinar - televisão, marketing, designer, artes, etc.


Outra questão é o acesso a população e interesse da mesma. Os canais Futura e Cultura, por exemplo, são canais de televisão aberta que realmente passam um pouco de ciência ao público, mas se você colocar uma antena comum em casa não pegam, e se pega na televisão de algumas pessoas, estas preferem assistir BBB, novela, etc. (não querendo, mas já julgando). Assim fica mais difícil os cientistas/pesquisadores criarem contato direto com a população. Mas temos que tentar e insistir, porque o povo precisa saber, o tomate "contém DNA"!

Comentários

> Mais acessadas

PROTEÍNAS E SUAS ESTRUTURAS: Secundária, Terciária e Quaternária.

As proteínas são as macromoléculas constituídas por unidades, chamadas de aminoácidos, 20 tipos básicos, e concluem cerca de 50% do peso seco das células. Existem diversos tipos de proteínas, sendo essas especializadas em alguma função biológica. A complexidade das proteínas depende da posição e quantidade dos aminoácidos ao longo da sua cadeia, fazendo com que elas de diferenciem uma das outras e assim determinando suas respectivas funções.Os aminoácidos que estão presentes nas proteínas se encadeiam pelas ligações peptídicas. Uma ligação peptídica é a união do grupo amina (-NH2) de um aminoácido com o grupo carboxila (-COOH) do outro aminoácido, formando uma amida, liberando uma molécula de água.Como as proteínas possuem uma grande variedade de funções são divididas em Estruturais e Dinâmicas.Estruturais: por exemplo, o colágeno e elastina que promovem a sustentação estrutural da célula e dos tecidos;Dinâmicas: transporte (ex: hemoglobina), defesa, catálise de reações…

Principais atividades humanas responsáveis pela emissão de gás carbônico

2ª Jornada Técnica Festa das Flores

Festa das Flores mais uma vez com jornada técnica ... Quem se interessar, segue a programação: