Pular para o conteúdo principal

Cientista - é considerado trabalho por auditores

Texto de Suzana Herculano-Houzel https://www.facebook.com/suzana.herculanohouzel/posts/695277713934688

Fui convidada com apenas uma semana de antecedência para a audiência que ocorreu dia 19 de maio passado na Câmara dos Deputados, organizada pelo deputado Fabio Sousa, para discutir a regulamentação da profissão de cientista. Infelizmente estava fora do país e não pude participar. Infelizmente, mesmo, porque segundo o relato em anexo, só participaram pessoas que acham que não só a ciência brasileira vai de vento em popa (ai, ai) como também que cientistas não podem ser considerados profissionais.
Helena Nader está infelizmente enganada: em vários países do mundo (Alemanha, EUA, Holanda) cientistas são, sim, considerados profissionais, e como tais têm vários direitos trabalhistas assegurados. E não vejo "incompatibilidade" alguma entre ser cientista e ter seu trabalho reconhecido como tal. Reserva de mercado? Quem dera isso ser necessário; nossa atividade é tão desprezada que só mesmo alguém muito, muito motivado e empenhado apesar dos pesares decide seguir esta carreira, não, profissão, ah, não, ofício - não, também não... atividade :o)
De qualquer forma, não há nem o que discutir. É fato, segundo auditores federais do trabalho, que o que nós cientistas fazemos - independentemente da idade, do emprego, da bolsa, desde que já graduados - é TRABALHO, e portanto precisa ser regulado como tal. Não importa o que Helena Nader pense. Não importa o que Gustavo Balduíno pense. Se é considerado trabalho pelos auditores federais do trabalho, e sobretudo se ocorre em universidades federais, precisa ser considerado e regulamentado como tal. Simples assim... http://www.jornaldaciencia.org.br/regulamentacao-da-profissao-de-cientista-em-debate/



Comentários

> Mais acessadas

PROTEÍNAS E SUAS ESTRUTURAS: Secundária, Terciária e Quaternária.

As proteínas são as macromoléculas constituídas por unidades, chamadas de aminoácidos, 20 tipos básicos, e concluem cerca de 50% do peso seco das células. Existem diversos tipos de proteínas, sendo essas especializadas em alguma função biológica. A complexidade das proteínas depende da posição e quantidade dos aminoácidos ao longo da sua cadeia, fazendo com que elas de diferenciem uma das outras e assim determinando suas respectivas funções.Os aminoácidos que estão presentes nas proteínas se encadeiam pelas ligações peptídicas. Uma ligação peptídica é a união do grupo amina (-NH2) de um aminoácido com o grupo carboxila (-COOH) do outro aminoácido, formando uma amida, liberando uma molécula de água.Como as proteínas possuem uma grande variedade de funções são divididas em Estruturais e Dinâmicas.Estruturais: por exemplo, o colágeno e elastina que promovem a sustentação estrutural da célula e dos tecidos;Dinâmicas: transporte (ex: hemoglobina), defesa, catálise de reações…

Principais atividades humanas responsáveis pela emissão de gás carbônico

2ª Jornada Técnica Festa das Flores

Festa das Flores mais uma vez com jornada técnica ... Quem se interessar, segue a programação: