Pular para o conteúdo principal

O teorema de Hardy-Weimberg



Este teorema, formulado em 1908 pelos cientistas Hardy e Weimberg, tem o seguinte enunciado:    
 
Em uma população infinitamente grande, em que os cruzamentos ocorrem ao acaso e sobre o qual não há atuação de fatores evolutivos, as freqüências gênicas e genotípicas permanecem constantes ao longo das gerações.

Este teorema, então, só é válido para populações:

* Infinitamente grandes;

* Com cruzamentos ao acaso;

* Isentas de fatores evolutivos, tais como, mutação, seleção natural e migrações.
  
Uma população assim caracterizada encontra-se em equilíbrio genético. Na natureza, entretanto, não existem populações sujeitas rigorosamente a essas condições.
 
A importância do teorema de Hardy-Weimberg para as populações naturais está no fato de ele estabelecer um modelo para o comportamento dos genes. Desse modo, é possível estimar frequências gênicas e genotípicas ao longo das gerações e compará-las com as obtidas na prática. Se os valores observados são significativamente diferentes dos valores esperados, pode-se concluir que fatores evolutivos estão atuando sobre essa população e que ela está evoluindo. Se os valores não diferem significativamente, pode-se concluir que a população estão equilíbrio e que, portanto, não está evoluindo.

Para demonstrar esse teorema, vamos supor uma população com as características por ele pressupostas. Nessa população, chamaremos de p a freqüência de gametas portadores do gene A e de q a freqüência de gametas portadores do gene a.
 
Os genótipos possíveis são AA, Aa e aa e as freqüências genotípicas em cada geração serão:

*
AA: a probabilidade de um óvulo portador do gene A ser fecundado por um espermatozóide portador do gene A é: 
  p  X p²
*
Aa: a probabilidade de um óvulo portador do gene a ser fecundado por um espermatozóide portador do gene a é:              
q  X  q  = q²
*
Aa: a probabilidade de um óvulo portador do gene A ser fecundado por um espermatozóide portador do gene a é:              
p  X  q  = pq
Aa: a probabilidade de um óvulo portador do gene a ser fecundado por um espermatozóide portador do gene A é:             
q  X p  =  qp
   
Hardy e Weimberg compreenderam que esse resultado nada mais era do que o desenvolvimento do binômio (A+B) elevado à Segunda potência, aprendido em álgebra elementar:
(a+b)² = A² + 2ab = b²
Chamando de p a freqüência de um gene e de q a freqüência de seu alelo e sabendo-se que p+Q =1, obtem-se a fórmula de Hardy-Weimberg:

A fórmula de Hardy-Weimberg pode ser escrita dos seguintes modos:
p² + 2pq + q² = 1
OU
p² + 2p(1-p) + (1-p)² = 1

Comentários

> Mais acessadas

PROTEÍNAS E SUAS ESTRUTURAS: Secundária, Terciária e Quaternária.

As proteínas são as macromoléculas constituídas por unidades, chamadas de aminoácidos, 20 tipos básicos, e concluem cerca de 50% do peso seco das células. Existem diversos tipos de proteínas, sendo essas especializadas em alguma função biológica. A complexidade das proteínas depende da posição e quantidade dos aminoácidos ao longo da sua cadeia, fazendo com que elas de diferenciem uma das outras e assim determinando suas respectivas funções.Os aminoácidos que estão presentes nas proteínas se encadeiam pelas ligações peptídicas. Uma ligação peptídica é a união do grupo amina (-NH2) de um aminoácido com o grupo carboxila (-COOH) do outro aminoácido, formando uma amida, liberando uma molécula de água.Como as proteínas possuem uma grande variedade de funções são divididas em Estruturais e Dinâmicas.Estruturais: por exemplo, o colágeno e elastina que promovem a sustentação estrutural da célula e dos tecidos;Dinâmicas: transporte (ex: hemoglobina), defesa, catálise de reações…

Principais atividades humanas responsáveis pela emissão de gás carbônico

2ª Jornada Técnica Festa das Flores

Festa das Flores mais uma vez com jornada técnica ... Quem se interessar, segue a programação: