CÉLULAS PROCARIONTES




            As células procariontes são encontradas em organismos primitivos (reino monera), como as bactérias, por exemplo. A principal característica comum a todas as células procarióticas é não terem núcleo “completo”: apresenta um nucleóide, ou seja, um falso núcleo, o que não acontece em muitas outras células. Apresentam membrana plasmática e habitualmente é revestida externamente por uma parede celular de composição química complexa. Desse modo, a célula possui uma forma e também possui uma proteção contra arrebentamentos por uma elevada pressão osmótica. Pode-se dividir a parede celular em dois grupos a parede das bactérias gram-positivas e das bactérias gram-negativas. As gram-positivas (que adquirem cor através da coloração de Gram) possuem uma parede espessa e homogênea, ligada e encostada diretamente à face externa da membrana plasmática, portanto não apresenta o espaço periplasmático. Já as gram-negativas (que não adquirem coloração) são formadas por dois folhetos: o folheto interno, constituído por uma camada de mucocomplexo não encostado à membrana e o folheto externo, também designado por membrana externa dada a sua estrutura ser semelhante à de uma membrana unitária. A coesão entre os dois folhetos estabelece-se através de lipoproteínas integradas no folheto externo e ligadas por ligações covalentes a peptidoglicanos. No folheto externo existem ainda canais protéicos através dos quais passa a água e diversos metabolitos.

Teste seu conhecimento:

Comentários

Postagens mais visitadas