Pular para o conteúdo principal

TESTES DE TOXICIDADE



TESTES DE TOXICIDADE

- AGUDA: avalia uma resposta severa e rápida dos organismos, a um estimulo que se manifesta, em geral, num intervalo de 0 a 96 horas. Normalmente o efeito observado é a letalidade ou outra manifestação que a antecede, como imobilidade para invertebrados. Determinar a Concentração Letal Média (CL50) ou a Concentração Efetiva Média, ou seja, a concentração do agente tóxico que causa mortalidade ou imobilidade, respectivamente, a 50% dos organismos depois de determinado tempo de exposição.
Autores consideram que associações do monitoramento químico com o monitoramento biológico, permitem uma melhor avaliação das causas dos efeitos nos organismos, através da identificação de substâncias que podem estar influenciando na toxicidade das amostras.
O ecossistema aquático pode apresentar condições inadequadas para a manutenção da vida, mesmo quando parâmetros físico-químicos da água estejam de acordo com a legislação. Isto pode ser causado por interação entre componentes de efluentes, fontes de poluição não pontuais, etc.
Em ecossistemas aquáticos não se deve limitar-se apenas a análise da água, mas também do sedimento – os poluentes sofrem transformações/interações físico-químicas (diluição, biodegradação, sedimentação...), estando geralmente disponíveis em concentrações crônicas. No entanto fazem, na maioria dos casos, estudos agudos = testes baratos, confiáveis e simples, mas existem limitações quanto à interpretação e geração de dados:
·        Avaliar de que maneira a mortalidade aumenta após a exposição.
·        Geralmente se faz com uma espécie: contexto de multiespécies = cadeia trófica.
·        Variação entre as espécies. Um nível seguro para A pode não ser para B
·        Etc.

- sub-crônica: O tempo de exposição deste estudo é de 1 a 3 meses. São usadas 3 doses experimentais (mínima, intermediária e máxima). Sendo que a dose máxima não deve produzir um índice de letalidade acima de 10% (para que não inviabilize as avaliações histopatógicas e bioquímicas).

Os principais objetivos deste estudo são:

  • determinar a dose de nenhum efeito observado – DNEO (que significa a dose máxima na qual não se observa efeito).
  • estudar mais efetivamente órgãos alvos e determinar aqueles com mais suscetibilidade.
  • prover dados sobre dosagens seletivas para estudo de toxicidade crônica


- CRÔNICA: dependem diretamente dos resultados de toxicidade aguda, sendo que concentrações subletais são calculadas a partir da CL50. Mais sensíveis à diluição esperada em amostras ambientais; avalia a ação dos poluentes cujo efeito traduz-se pela resposta a um estímulo que continua em longo tempo, geralmente por um período que vai de 10% do ciclo vital até a totalidade da vida do organismo. Observam-se, normalmente, efeitos que permitem sua sobrevivência, mas que afetam uma ou várias das funções biológicas – reprodução, desenvolvimento dos ovos, crescimento, etc.

Comentários

> Mais acessadas

PROTEÍNAS E SUAS ESTRUTURAS: Secundária, Terciária e Quaternária.

As proteínas são as macromoléculas constituídas por unidades, chamadas de aminoácidos, 20 tipos básicos, e concluem cerca de 50% do peso seco das células. Existem diversos tipos de proteínas, sendo essas especializadas em alguma função biológica. A complexidade das proteínas depende da posição e quantidade dos aminoácidos ao longo da sua cadeia, fazendo com que elas de diferenciem uma das outras e assim determinando suas respectivas funções.Os aminoácidos que estão presentes nas proteínas se encadeiam pelas ligações peptídicas. Uma ligação peptídica é a união do grupo amina (-NH2) de um aminoácido com o grupo carboxila (-COOH) do outro aminoácido, formando uma amida, liberando uma molécula de água.Como as proteínas possuem uma grande variedade de funções são divididas em Estruturais e Dinâmicas.Estruturais: por exemplo, o colágeno e elastina que promovem a sustentação estrutural da célula e dos tecidos;Dinâmicas: transporte (ex: hemoglobina), defesa, catálise de reações…

Principais atividades humanas responsáveis pela emissão de gás carbônico

2ª Jornada Técnica Festa das Flores

Festa das Flores mais uma vez com jornada técnica ... Quem se interessar, segue a programação: